Vice-campeã da São Silvestre 2002, Adriana de Souza morre aos 45 anos

Imprimir
Adriana de Souza, um dos grande nomes do atletismo brasileiro entre 1990 e os anos 2000, morreu neste domingo (9), vítima de uma embolia pulmonar. A atleta, de 45 anos, fez uma cirurgia no joelho na sexta-feira e já havia recebido alta, quando teve complicações que a levaram de volta ao hospital, em Cascavel, no Paraná, e sofreu uma parada cardiorrespiratória que tirou a vida de Adriana.

Com resultados importantes na São Silvestre, ela subiu ao pódio três anos seguidos: 2000, 2001 e 2002. Nesta última edição, ela foi a vice-campeã. Nas provas de cross country venceu várias vezes a Copa Brasil e foi campeã sul-americana em 2000 e 2002.

Adriana chegou a postar em seu instagram pessoal uma foto de sua recuperação pouco antes de sua morte. A Confederação Brasileira de Atletismo e alguns atletas se manifestaram lamentando a perda da ex-corredora.

Adriana foi destaque em três edições seguidas da São Silvestre (Foto: Foto: Fernando Pilatos/Gazeta Press)

Fonte: www.gazetaesportiva.com